UNIMED - Sergipe
27 de Janeiro de 2021

Médica, primeiro caso de transmissão comunitária do coronavírus em Sergipe, é imunizada no Hospital Unimed

 
O momento da vacinação contra a Covid-19 é um dos mais aguardados pelo mundo inteiro. Mas para a médica cooperada da Unimed, Dra. Edda Machado Teixeira, imunizada nesta quarta-feira, (27), no Hospital Unimed, a sensação foi ainda mais especial e particular . Ela foi o primeiro caso registrado de transmissão comunitária no estado de Sergipe.
 
Quando recebeu o diagnóstico positivo para o coronavírus, ainda no dia 24 de março de 2020, Dra. Edda decidiu que deveria se dedicar a estudar o vírus. “A primeira coisa que pensei era que tinha que estudar. Porque era a minha vida que estava em jogo”, conta a pediatra que atende no Hospital Unimed.

29d94779-347b-473b-9d5e-2d10380a8a09.png

Após apresentar complicações da doença e ser internada, para a médica, a vacinação teve um significado especial. “ Estou muito contente, este é um ótimo começo. Sei que a pandemia não está perto de acabar, mas nós temos que partir de algum lugar. A vacinação é a melhor forma de prevenção, eu sou pediatra e sei bem disso”, comemora a médica.
215a3c74-e60f-4b29-b0b6-52b0af2425b1.png

Imunização 
 
Dra. Edda foi uma das 67 profissionais do Hospital Unimed a serem vacinadas na tarde desta quarta-feira. A imunização foi realizada por equipes da Secretaria Municipal da Saúde de Aracaju (SMS), que deu continuidade à vacinação dos profissionais da Unimed Sergipe, iniciada na última segunda-feira, (25), quando cerca de 300 trabalhadores foram imunizados com a Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.
 
Para a diretora clínica do Hospital Unimed, Dra. Socorro Marrocos, a imunização representa uma nova esperança para este momento. “ O sentimento que tenho agora e que também vejo nestes profissionais é de gratidão , de esperança em ver a redução de casos graves da doença, esperança em poder voltar para casa com segurança, com um menor risco de contaminar familiares. E também se sentir mais seguros, saudáveis e fortalecidos. Esse é o início da redução de casos graves da doença”, destaca Dra. Socorro.
 
Segundo a técnica em enfermagem Ana Cristina Pinheiro Santos, uma das partes mais difíceis em atuar na linha de frente de combate ao coronavírus foi a distância da família. “A expectativa entre nós era muito grande. Eu estava há muito tempo afastada dos meus pais e do meu filho, agora, sinto-me mais aliviada. Graças a Deus a vacina chegou e  que venha a  segunda dose”, torce a profissional da saúde.
 
O técnico em enfermagem Antônio Fernandes Júnior também foi vacinado nesta quarta-feira. Para ele, a imunização traz esperança de dias melhores. “A pandemia já dura muito tempo e sempre estivemos esperando pela vacina. Que ela possa beneficiar a todos e nos traga renascimento e esperança de uma vida normal daqui por diante. Vamos seguir firmes e fortes no trabalho de combate ao coronavírus,  mostrando que a vacina e a saúde são direitos de todos”, afirma Antônio.
 
O quantitativo de doses administradas no Hospital Unimed foi determinado pela Secretaria Municipal da Saúde, seguindo critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Esta foi a primeira leva da imunização. A expectativa é de que em breve todos os profissionais da área da saúde sejam vacinados.