UNIMED - Sergipe
14 de Maio de 2021

''Aqui entendemos que cada paciente é o amor da vida de alguém''

Sandra Lima, enfermeira da Unimed Sergipe, fala sobre os desafios da profissão no atendimento de urgência

POST.png

 

Na última quarta-feira, 12, foi comemorado em todo mundo o Dia Internacional da Enfermagem. A data é uma referência ao aniversário da enfermeira Florence Nightingale - considerada a fundadora da Enfermagem moderna. Para Nightingale, a Enfermagem é uma arte, pois com muita dedicação, estudo e cuidado os profissionais transformam vidas.

A Unimed Sergipe conta com uma excelente equipe de Enfermagem que atua em diversas áreas e unidades. Desde o atendimento de urgência até a orientação via telemonitoramento, enfermeiras e enfermeiros estão a postos para prestar a melhor assistência aos beneficiários da operadora de saúde.  

Na entrevista do Sou do Time desta sexta-feira, 14, conversamos com a enfermeira Sandra Lima que atua como supervisora de enfermagem na urgência do Hospital Unimed. Com seu jeito calmo e assertivo, Sandra compartilha os desafios e orgulho de ser enfermeira. Confira:   

UNIMED SERGIPE Como você iniciou a sua atividade profissional e por quê a área de emergência? Quanto tempo de Unimed?
SANDRA LIMA: Comecei a minha carreira profissional no pronto-socorro de um hospital de pequeno porte na rede pública de saúde. Quando surgiu a oportunidade de trabalhar no Hospital Unimed, fui contratada como enfermeira do internamento. Em ano de casa, no de 2012, fui convidada para atuar na emergência e aceitei o desafio. Desde então, estou aqui. Sendo que em janeiro de 2015, assumi a supervisão de enfermagem da urgência e cada vez mais apaixonada pela área.  

US: No Hospital Unimed, você atua como enfermeira responsável do atendimento de urgência e emergência. Como se dá o acolhimento do paciente?
SL: Na urgência, recebemos atendimentos pré-hospitalares e demanda espontânea. No pronto-socorro, fazemos um atendimento humanizado de acordo com a classificação de risco. Ao dar entrada no Hospital, priorizamos o que está em maior risco de vida. Contamos com uma equipe de enfermagem formada por enfermeiros, técnicos e auxiliares para acolher da melhor forma o paciente, e, assim, encaminhá-lo para especialidade médica e receber a assistência devida.

US: Qual a importância da sua profissão no atual cenário da pandemia?
SL: Costumo conversar com as colegas enfermeiras que a pandemia evidenciou os profissionais de saúde. Passamos a ser mais vistos e valorizados. Eu já amava a minha profissão como enfermeira e, hoje, com tudo que temos passado com a pandemia da Covid-19, me sinto ainda mais grata do papel importantíssimo da Enfermagem na equipe multidisciplinar. Esse ato de se dedicar e estar disponível para cuidar é decisivo. A gratidão de cada paciente ou familiar enche o nosso coração de alegria, pois deixamos nossas famílias para enfrentar uma doença que pouco conhecemos. É gratificante demais ser enfermeira.

US: O Hospital Unimed é reconhecido pelo atendimento humanizado, algo que está diretamente ligado à atuação da Enfermagem, você pode explicar o motivo desse diferencial?
SL: Nosso diferencial está no cuidar. Aqui entendemos que cada paciente é o amor da vida de alguém. Como equipe, somos muito entrosados nesse propósito e o nosso hospital não tem paredes. Todos aqui são parte de um só corpo. A acessibilidade de contato entre colegas, independente do cargo, perpassa no nosso trato com o paciente.  

US: Quais os desafios na atuação da Enfermagem dentro da área de emergência?
SL: Grande é o desafio. Quando o paciente chega, primeiramente, vamos estabilizá-lo para entender o que está acontecendo com ele, para, então, tomar a decisão de como conduzir tratamento no pronto-socorro. É um trabalho em conjunto em que todos participam para entregar esse paciente nas melhores condições de volta para o seio familiar.