UNIMED - Sergipe
03 de Agosto de 2022

Hospital Unimed realiza primeira cirurgia de captação de órgãos

A palavra ‘doar’ traz em seu significado o ato de dedicar-se a favor de alguém ou uma obra. Quando se trata de doação de órgãos, esse significado amplifica-se, pois se trata de um gesto de empatia que se transforma em fôlego de vida em outras pessoas. Na manhã do último domingo, 31/07, o Hospital Unimed foi cenário desse ato de solidariedade e amor à vida ao realizar a sua primeira cirurgia de captação de órgãos.   

cirurgia de captação2.png

 
Para o procedimento, as coordenadoras do bloco operatório e UTI, Ana Waleska e Bruna Yonara, explicam que a cirurgia é realizada após contato da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) com a família do paciente. “Quando identificamos um paciente em protocolo de morte encefálica, conversamos com a família, CIHDOTT juntamente com a Organização de Procura de Órgãos (OPO) do estado, para saber se desejam doar os órgãos do familiar falecido”, explicaram.

equipe.png

 
Durante uma cirurgia de quatro horas, a equipe médica fez a captação dos seguintes órgãos: fígado, rins e córneas. Participaram da captação profissionais do Hospital Unimed (equipe de enfermagem do centro cirúrgico/UTI) e da Organização de Procura de Órgãos. As coordenadoras ressaltam a importância da doação de órgãos como um momento de acolhimento à vida.

WhatsApp Image 2022-08-01 at 15.06.59 (2).png

 
“O ato de doar é bastante significativo para hospital e sociedade, pois enquanto na unidade hospitalar mostramos para o familiar uma possibilidade de continuidade da vida, ao mesmo tempo também conscientizamos a sociedade no sentido da doação de órgãos como uma perspectiva de ajudar àqueles que estão em uma grande fila na espera de um órgão”, esclareceu Ana Waleska.